Empresário diz que muitas vidas estão em jogo com a crise provocada pelo coronavírus

0
143

Ex-presidente da Associação Brasileira de Fabricantes de Vela (Abrafave), Ubiratan João de Castro não esconde sua preocupação com o atual momento que o Brasil e o Maranhão vivem. Nas últimas duas semanas, o país, o Maranhão e São Luís praticamente pararam em razão das medidas do poder públicos após primeiros casos da doença Covid-19, causada pelo Sars-Cov-2, no país.

No entanto, outro grave problema pode abater os brasileiros: uma legião de miseráveis. Diante dessa situação é necessário pensar em uma reabertura gradual do comércio.

Certo do que o melhor caminho é chegar a um meio termo e um entendimento entre gestores públicos, especialistas em saúde pública e representantes da classe empresarial, Ubiratan João de Castro entende que é o momento de ocorrer uma flexibilização das normas que determinaram o isolamento social.

Na opinião do empresário, a informação e a educação do povo brasileiro vão ser fundamentais nesse momento. Uma vez que reduzidas, as medidas de isolamento social por completo, o cidadão só deixará sua casa para consumir algo que é extremamente útil, não existindo aglomerações e possibilitando a volta gradual do mercado.

Ubiratan João de Castro entende que caso mantenha-se as medidas restritivas, uma quebradeira geral do comércio e ondas de demissões em massa vão ocorrer no Brasil, desencadeando o caos social.

O empresário acompanha o pensamento das entidades empresarias do Brasil – CNI, Fiesp – e do Maranhão como Fiema, Fecomércio, CDL, ACM e outras, que existe a necessidade de uma volta gradual do comércio e da produção industrial.

Ubiratan João de Castro argumenta que é possível enfrentar o vírus causador do covid-19 e também permitir que a economia brasileira não entre em colapso. Dessa forma, uma sugestão é que as autoridades sanitárias acompanhem a curva de evolução da doença, assim como o Governo pode flexibilizar a reabertura do comércio. Havendo uma sintonia entre os setores. “Vidas estão em jogo”, avalia o empresário.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação